TRÊS GRANDES BANCOS PORTUGUESES UNEM-SE CONTRA ISABEL DOS SANTOS

 TRÊS GRANDES BANCOS PORTUGUESES UNEM-SE CONTRA ISABEL DOS SANTOS

Os grandes devedores têm levado os bancos nacionais a atuarem em conjunto na busca pelo ressarcimento. Desta vez, três das grandes instituições financeiras portuguesas voltaram a juntar-se em mais uma ação judicial que tem a investidora Isabel dos Santos como alvo. A empresária angolana e duas das suas empresas – acionistas da NOS – são alvo de uma ação cível da CGD, BCP e Novo BancoO Novo Banco, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Banco Comercial Português (BCP) são os autores de um processo que deu entrada esta sexta-feira, 16 de julho, na comarca de Lisboa, e que está avaliado em 27 milhões de euros, segundo os dados do Citius.São três os alvos desta ação: Isabel dos Santos duas das suas empresas, a Kento Holding Limited e a Unitel International Holdings BV (não confundir com a operadora angolana Unitel). A Kento está sediada em Malta, a Unitel International na Holanda.“A Kento é a sociedade através da qual Isabel dos Santos entrou, em 2009, na antiga Zon, sendo que posteriormente também a Unitel International, antes denominada de Jadeium, foi acionista da empresa. Depois, com a fusão da Zon com a Optimus que levou à constituição da NOS, a Sonae criou a Zopt em parceria com Isabel dos Santos, de forma a controlarem a operadora de telecomunicações resultante da fusão. A Kento e a Unitel continuaram acionistas da Zopt e, portanto, continuam a ser acionistas indiretas da NOS”.As participações das empresas de Isabel dos Santos na Zopt (Kento, com 17,35%, e Unitel, com 32,65%) dão à empresária uma posição indireta de 26,075% do capital da NOS e estão arrestadas por conta das investigações judiciais decorrentes do Luanda Leaks. São elas que agora estão a ser processadas pelos bancos, numa altura em que a Sonae já anunciou que quer abandonar esta parceria com Isabel dos Santos.

Fonte: FreedMind Freword.Org.

By Ariana Júnior

Postagem relacionada

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.