FOGOSA: MATRIARCA DA FAMÍLIA KARDASHIAN, KRIS JENNER ACUSADA DE ASSÉDIO AO SEU EX-GUARDA-COSTAS 20 ANOS MAIS JOVEM ” TENTA RESOLVER FORA DO TRIBUNAL”

By : Redacção

Segundo o site TMZ, Kris Jenner trabalha em um acordo com seu ex-guarda-costas Marc McWilliams para resolver seu processo de agressão sexual que ele abriu contra ela. McWilliams, 20 anos mais novo que Jenner, acusou a famosa empresária de assédio sexual quando ela o apalpou em 2017, dentro do carro que estavam.Ele afirma que acabou sendo despedido de seu trabalho, porque rejeitou os avanços da matriarca da família Kardashian-Jenner. McWilliams processou Jenner pela primeira vez em 2020 por US$ 3 milhões, alegando que ela agarrou sua bund* e se expôs a ele. Depois o demitiu quando ele rejeitou seus avanços. Em fevereiro passado, ele acrescentou outra reclamação à sua acção legal, alegando que Jenner o agrediu sexualmente também quando ele estava dirigindo.Jenner e o segurança chegaram a um acordo sobre o processo, levando o caso para arbitragem privada. Isso significa que qualquer compromisso que eles fizerem será realizado a portas fechadas e não na frente de um juiz e júri.O juiz do Tribunal Superior de Los Angeles, Armen Tamzarian, deu a ambas partes até 6 de janeiro de 2023 para encontrar um árbitro que ouvirá ambos os lados e, em seguida, chegará a um acordo. Árbitros em casos como esses são geralmente juízes particulares. Acusação Em sua queixa, Marc McWilliams descreveu o ataque, dizendo que em 22 de outubro de 2017 Jenner queria sair em seu Bentley e ordenou que ele se sentasse no banco do passageiro.Nos documentos o advogado afirma:“Ela começou a fazer comentários de natureza insinuadora e abertamente sexual. Sem aviso, Jenner colocou a mão direita na parte interna da coxa esquerda e na virilha de McWilliams de uma maneira que era sexualmente ofensiva. Ela então fez com que sua mão direita subisse pela parte superior, interna da coxa esquerda e virilha, enquanto acariciava McWilliams”, continuou o advogado.“McWilliams ficou chocado e ofendido com o contato sexual não-consensual e abertamente de Jenner e tentou se afastar dela. Quando ele afastou seu corpo do contato sexual ofensivo, a mão direita de Jenner entrou em contato com a virilha interna e a área genital de McWilliams (…) ele ficou emocionalmente angustiado pelas ações de Jenner, alegando que sofreu dor física e mental, perda de sono, depressão e outros problemas de saúde como resultado do incidente.”, reclama.De acordo com os documentos, McWilliams pediu várias vezes a Jenner para interromper seu padrão de comportamento inadequado, mas ele sempre foi ignorado. Além da má conduta sexual, McWilliams também afirma que foi discriminado racialmente, alegando que ela, zombava dele de forma generalizada e cruel, com assédio, menosprezo e maus-tratos humilhantes devido à (sua) raça.

Fonte: TMZ

Postagem relacionada

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.